Sociedade

100 anos depois, Jogos Olímpicos voltam a Paris

Após acordo com a até então candidata Los Angeles, o Comitê Olímpico Internacional confirmou que Paris será a cidade-sede dos Jogos Olímpicos de 2024, enquanto a cidade americana será responsável pela edição de 2028.

Paris e Los Angeles foram as únicas cidades a se candidatar, devido à desistência de Budapeste (Hungria), Hamburgo (Alemanha) e Roma.

A confirmação foi motivo de comemoração para o presidente francês Emmanuel Macron, a prefeita de Paris Anne Hidalgo e o co-presidente do Comitê Paris 2024, o canoísta Tony Estanguet (três medalhas de ouro).

As próximas cidades-sedes se enquadram no desejo do COI de levar o evento para cidades com boa parte da infraestrutura já pronta (evitando os transtornos ocorridos no Rio), além de fazer reedições. A próxima Olimpíada (2020) será em Tóquio, que fora sede em 1964, Paris fará sua terceira edição dos Jogos, a capital francesa havia sido sede em 1900 e 1924, e Los Angeles também recebe pela terceira vez o evento que organizou em 1932 e 1984.

Paris já possui 70% de infraestrutura construída, 25% é temporária e 5% está em fase de construção. Os números são positivos tendo em vista que daqui há 7 anos a cidade deve receber cerca de 14.850 atletas de 206 delegações, e 25 mil jornalistas credenciados.

As partidas de futebol serão por toda a França, além de Paris, ocorreram jogos nos estádios em Lille, Nice, Toulose, Saint-Etienne, Lyon, Bordeaux, Nantes e Marselha (a cidade francesa mais antiga também terá seu belo litoral utilizados nos esportes aquáticos).

Mapa Oficial

A França que tem sido um alvo constante do terrorismo islâmico, mostrou-se competente no esquema de segurança em eventos esportivos como a Eurocopa de 2016 e nas últimas edições do Tour de France e Roland Garros.

Os Jogos de 2024 contarão com 28 modalidades olímpicas e 22 paraolímpicas, um contraste com as 19 modalidades de 1924 e as 20 em 1900, na mesma Paris.

O Brasil não participou da edição de 1900, e apesar de ter ido à cidade luz em 1924 liderado por Alfredo Gomes, o primeiro vencedor da tradicional Corrida de São Silvestre, não ganhou medalha alguma.

Dado o seu melhor desempenho na história, em casa é bem verdade, cria-se a expectativa de que o Brasil traga finamente medalhas fabriqué em Paris.